O papel da acreditação hospitalar para a instituição e o paciente

O papel da acreditação hospitalar para a instituição e o paciente

Todos nós já ouvimos falar do famoso ISO, certo? Ou também de ABNT. Ambos são normas padronizadoras que atestam a qualidade de produtos ou empresas. Na saúde, os hospitais também contam com uma norma específica, a acreditação hospitalar.

Esse é um assunto que ainda cresce nas instituições de saúde brasileiras. Mas em pouco tempo demonstrou ser de grande importância e resultado. A acreditação hospitalar compreende a avaliação da qualidade dos serviços oferecidos pelo estabelecimento. Assim, reúnem-se nessa avaliação aspectos técnicos, de gestão, assistenciais, tecnológicos, produtividade da equipe e entre outros.

Mas o que a acreditação hospitalar pode trazer de benefícios? É sobre isso que vamos falar hoje! Leia a seguir sobre a importância de contar com um selo de qualidade e como isso afeta positivamente seus pacientes.

BASES DA ACREDITAÇÃO HOSPITALAR

O conceito da acreditação deve ser entendido com um processo de melhoria contínua. Isso devido a inexistência de uma fiscalização e sim de uma avaliação dos aspectos gerais do hospital. Existem diversos programas de acreditação hospitalar, mas todas seguem três pilares característicos:

  • processo voluntário: a organização de saúde que escolhe o programa
  • periódico: a avaliação é feita pelas organizações de acreditação e durante o tempo de validade do certificado
  • reservado: todas as informações coletadas durante a avaliação não são divulgadas

POR QUE ADOTAR UMA ACREDITAÇÃO

Se colocar em prova nem sempre é uma tarefa confortável. Entretanto, o campo hospitalar deve ser uns dos primeiros em avaliar a qualidade dos serviços já que atende a sociedade. Portanto, o próprio Ministério da Saúde firmou parceria com a Organização Nacional de Acreditação (ONA), instituição reconhecida pela atividade, para expandir a prática no país.

Além de colocar a instituição médica como referência na saúde, a acreditação exige que todas suas áreas trabalhem com harmonia. Dessa maneira, o hospital consegue construir um ambiente focado na otimização de suas atividades e recursos. Ao mesmo tempo em que seus profissionais enxergam que há esse esforço em comum por uma assistência médica melhor e atualizada nos padrões de qualidade.

IMPORTÂNCIA DA ACREDITAÇÃO PARA PROCESSOS HOSPITALARES

Os hospitais que obtém uma acreditação hospitalar oferecem maior qualidade no atendimento ao paciente. Ademais, são avaliados a gestão hospitalar, utilização de insumos, produtividade dos colaboradores e como esses fatores afetam os resultados no hospital. Sendo essa avaliação feita por profissionais que possuem alto nível de conhecimento sobre a área médica.

Dessa maneira, o hospital credenciado se destaca na comunidade, fortalecendo sua relação de confiança com os pacientes. Já em comparação com outras instituições de saúde, ganha um diferencial e se torna mais competitivo. Assim, a acreditação hospitalar também serve para manter a organização atualizada nas áreas de gestão, organização e segurança do paciente.

REQUISITOS NECESSÁRIOS

A acreditação hospitalar mais buscada é da ONA, ela é a escolha de 37,3% das instituições de saúde. Outros programas também são conhecidos, como a Joint Commission International, Accreditation Canada, Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS) e Acreditação Nacional Integrada para Organizações de Saúde (NIAHO).

Por ser a ONA a preferência da maioria das instituições, vamos falar primeiro quais são os requisitos para obter a acreditação hospitalar desta certificadora. Em primeiro lugar, para participar da avaliação, a instituição deve: estar enquadrada na definição de organização prestadora de serviços de saúde, apresentar licença sanitária, possuir alvará de funcionamento e estar funcionando legalmente há pelo menos um ano.

Em um segundo momento, após cumprir os requisitos acima, existem três níveis de acreditação hospitalar. São eles:

  • Nível 1 – Acreditado: São avaliados os processos de segurança do paciente, além da capacitação dos profissionais e uma política de processos médicos.
  • Nível 2 – Acreditado Pleno: Além das atribuições avaliadas no nível 1, aqui o hospital também é avaliado na organização e gestão.
  • Nível 3 – Acreditado com excelência: Com a excelência nas avaliações acima, a instituição também deve demonstrar que possui uma cultura organizacional que busca melhorias, como a segurança da informação dos pacientes.

JOINT COMMISSION INTERNATIONAL

Cerca de mais de 21 mil instituições norte-americanas possuem a acreditação da Joint Commission International. Ela é uma organização não governamental que tem entre seus pontos de avaliação:

  • gerenciamento de medicamentos;
  • gerenciamento de informações hospitalares;
  • capacitação dos recursos humanos;
  • direitos dos pacientes e familiares;
  • obtenção de indicadores internacionais de segurança.

ACCREDITATION CANADA

A Accreditation Canada tem como foco três pilares: a governança hospitalar, medicina baseada em evidências e a redução da sobrecarga em colaboradores no processo de acreditação hospitalar. O intuito desta avaliação é observar como se dão os processos e na eliminação daqueles que não agregam valor.

ACREDITAÇÃO INTERNACIONAL INTEGRADA PARA ORGANIZAÇÕES DE SAÚDE (NIAHO)

Feita por auditores norte-americanos, a NIAHO propõe uma avaliação nas áreas de segurança assistencial, patrimonial e gestão da equipe clínica. Seu principal diferencial está na gestão de riscos, em que são observados segurança predial e proteção do paciente. Dessa forma, se preocupa por resultados assistenciais de qualidade.

HEALTHCARE INFORMATION AND MANAGEMENT SYSTEMS SOCIETY (HIMSS)

A HIMSS vem com um proposta diferente: otimizar os processos hospitalares por meio da tecnologia. Portanto, também define pontos mínimos que a instituição de saúde deve cumprir para poder colocar em prática recursos inovadores.

COMPROMISSO COM A QUALIDADE HOSPITALAR (CQH)

O CQH é um programa de acreditação hospitalar brasileiro, que surgiu com seu projeto-piloto em 1991. Desde então, tem em torno de 200 filiados ao programa. De acordo com a instituição, há uma crescente necessidade pela acreditação hospitalar no Brasil. Com ele, é possível oferecer aos gestores um “norte” sobre a instituição, já que permite visualizar quais mudanças são urgentes. Além disso, suas regras são adequadas e suficientes à realidade hospitalar brasileira.

RESULTADOS ESPERADOS DA ACREDITAÇÃO HOSPITALAR

A obtenção da acreditação hospitalar surge como uma oportunidade para o hospital e profissionais analisarem seus procedimentos. Assim, serão capazes de desenvolver estratégias de melhoria em pontos estratégicos que irão otimizar as atividades. Isso inclui desde um atendimento médico até uma gestão de estoque dos produtos hospitalares.

Assim, resultará em um aumento na qualidade dos serviços prestados. E isso, graças ao interesse do gestor e instituição de saúde de implementar um método visando o aperfeiçoamento contínuo. Por isso, a acreditação hospitalar demonstra ser uma forma de alcançar certo grau de qualidade, reduzir burocracias e otimizar os processos.

REFLEXO PARA O PACIENTE

Como o foco está nos pacientes, então a confirmação de uma assistência médica de qualidade feita por uma instituição externa é um diferencial. Em uma época em que a concorrência é maior, ter um selo de qualidade é um diferencial capaz de atrair mais pacientes.

Ademais, possuir a acreditação hospitalar atesta maior confiança para os pacientes. Pois eles enxergam uma instituição que possui uma equipe médica de qualidade em suas diferentes áreas.

Gostou do tema que tratamos hoje? Então, inscreva-se em nossa newsletter e fique sempre bem informado!

 

Referências: Escola Edti, ONA e Ministério da Saúde

Comentários no Facebook

CURTA NOSSA PÁGINA