5 dicas para plantão noturno produtivo: antes e após a jornada

5 dicas para plantão noturno produtivo: antes e após a jornada

Trocar o dia pela noite é uma das condições que muitos profissionais da saúde aceitam. Afinal, a assistência médica nunca tem hora. É no decorrer da vida profissional que muitos deles criam técnicas e ouvem dicas para ter um sucedido plantão noturno. Até quem é experiente na função, ainda pode aprender a obter maior qualidade de vida no trabalho noturno.

Dessa forma, o plantão noturno exige cuidados específicos para manter uma boa saúde física e mental. Entre eles, a adoção de melhores hábitos que permitem ao corpo se acostumar com a mudança. Assim como, atuar em um nível satisfatório na prestação do serviço médico.

Além disso, não é somente nas horas prévias ao plantão que o profissional deve se preocupar. Após as longas horas de trabalho, o cansaço do corpo e a privação de sono fazem sérias demandas. Portanto, trazemos dicas para você que enfrente seu plantão noturno com maior disposição!

FAÇA UM PLANEJAMENTO

Essa dica nunca pode ser esquecida ou deixada de lado. O planejamento do profissional da saúde, que muitas vezes atua no dia e vai para o turno noturno, precisa de organização. Isso significa cumprir com as obrigações no horário diurno e chegar ao plantão com tranquilidade.

Portanto, o ideal é ter uma escala de plantão previamente definida e compartilhada com todos os profissionais. Assim, o plantonista poderá organizar sua agenda profissional e pessoal para antes, durante e após as horas de plantão. Já existem ótimas ferramentas que auxiliar o médico na gestão de escalas.

COMO SE ADAPTAR

Determinados hábitos de vida podem ajudar o plantonista a se acostumar com a rotina noturna. Entre elas, a prática de exercícios físicos promovem uma melhora na disposição e assim, uma melhor atuação no cuidado ao paciente. Já ao fim do plantão, o ideal é diminuir o ritmo ao chegar em casa. Dessa forma, tomar um banho morno, se alimentar e fazer uma leitura leve.

O QUE COMER

É primordial manter um equilíbrio metabólico e os alimentos são grandes responsáveis por isso. Afinal, eles fornecem toda a energia para que o organismo lide melhor com o sono. Dessa maneira, durante a manhã, frutas, cereais e boas gorduras são uma ótima escolha. Durante o plantão, a dica é levar pequenos lanches para comer durantes os intervalos. Assim como, após o plantão, optar por comidas leves, que fornecem os nutrientes necessários em quantidades adequadas. Assim, a digestão se torna mais fácil e o sono se torna mais confortável.

DETERMINE AS HORAS DE SONO

Antes e após o plantão, o recomendado é planejar quantas horas de sono seu corpo precisa para não afetar sua atuação médica nem sua rotina diária. Essa dica para o plantão noturno também permite que o organismo se adapte melhor às horas sem dormir.

Além disso, o local de descanso depois do plantão deve ser arejado, escuro e com o mínimo barulho possível. Isso ajuda o profissional a pegar no sono com maior facilidade e atingir o conhecido REM, estado mais profundo de sono.

VALE UM CAFÉZINHO?

Para alguns profissionais, a cafeína é uma grande aliada durante o plantão, enquanto para outros, a bebida pode causar um efeito rebote. Além do café, bebidas estimulantes também têm como objetivo manter a pessoa desperta. Caso seja a sua opção, o ideal é não exagerar. Pois, em doses altas, a bebida pode manter o corpo em ritmo acelerado e impedir o sono.

Esperamos que essas dicas para o plantão noturno ajudem o leitor a obter maior qualidade de vida! E para manter o plantão produtivo, sugerimos a leitura deste artigo completo com dicas essenciais!

Referências: O Globo e Broonell

Comentários no Facebook

CURTA NOSSA PÁGINA